Esoterismo

Antes de começar: Acreditam ou não?

Faço esta pergunta pois é e sempre será um assunto/tema muito polémico.

Pela primeira vez vou expor a minha história.

Sou formada na área da saúde o que por si só faz com que acredite muito na parte cientifica, no entanto cresci de uma maneira diferente...

Quando era pequenina, conseguia visualizar á minha frente um acontecimento com todos os pormenores (ex: meu pai nessa altura travalhava no algarve, e nós somos do norte,  numa noite em que ele vinha de viagem disse á minha mãe que ele tinha tido um acidente e expliquei-lhe todos os pormenores, sitio, estado da viatura,cores, sons, as pessoas, placas a indicar a localidade...), passei uma fase complicada pois as pessoas em meu redor não acreditavam nas ditas "visões", no entanto com o tempo foram acontecendo outras coisas, como conseguir identificar uma pessoa, onde ela se encontrava ou como era sem nunca a ter visto. Coisas realmente estranhas, mas para mim, uma menina, nunca foram assustadoras!

Aconteceu então uma vez que me conseguiram irritar tanto com esta conversa para eu parar de dizer que via coisas que estavamos á mesa e eu com o olhar fiz um copo cair...nunca o tinha feito e nunca mais o consegui fazer! As testemunhas desse momento recordam-se muito bem do que aconteceu! Até hoje...

Com os anos fui "aperfeiçoando" a minha intuição, vivendo com isso.

Na minha familia ninguém estranha e já se põe "pouco" em causa o que faço e o que digo...

Á mais ou menos 6 anos, quando andava a tirar o meu curso conheci um rapaz do mesmo curso que ao longo das conversas ele me disse que a mãe era hipnoterapeuta, psicologa, fazia Reiki e regressões. Fiquei baralhada.

Com o passar do tempo e com a amizade mais vincada acabei por conhecer a mãe dele. Algo nela mexeu comigo. Passado um tempo de estarmos a conversar ela perguntou-me se eu sabia o que tinha.

Fiquei confusa mas perguntei o que era.

A resposta foi a seguinte: "És medium por incorporação". " Tens bastante intuição e promonições, deves estudar mais o teu caso, podes com esse dom ajudar muitas pessoas, não penses que isso é mau, o que tens é bom e deves de o aproveitar."

Sem palavras...

Com o tempo explicou-se tudo direitinho e fez com que percebe-se que este meio não é aquilo que as pessoas imaginam, é um meio de bem em que certas pessoas podem ajudar. Quem vier por mal, não conseguirá nada.

Descobri mais tarde que todos temos um guia que nos acompanha, o meu é uma cigana. Incrivel! Daí, diz a mãe do meu amigo, conseguir tão facilmente ler a mão, os olhos ou o tarot.

Não espalho esta história por ninguém, só os meus amigos e familiares sabem ( e algumas pessoas que eu já ajudei), no entanto não é algo para ser falado em "praça pública" e porque ainda existem muitas mentes retrógadas que pensariam que sou bruxa! Ou então achavam que eu não estava bem da cabeça e que nada disto existe...

Todos temos a nossa opinião, no entanto aquelas pessoas que me disseram não acreditar, quando precisaram souberam onde era a minha casa...pois é, existem coisas que só passando por elas saberemos o quanto valem.

Não quero com este post mudar mentalidades, quero sim mostrar-vos que em qualquer pessoa pode estar este dom, que na nossa vida, no nosso trabalho, no nosso grupo de amigos pode estar alguém assim e essa pessoa se manter calada por ter medo da descriminação. Acontece!

Todos nós temos um grau de intuição, mais apurado ou não, mas todos temos intuições e promonições, o facto é que talvez nem nos consigamos aperceber por não estarmos "dentro desse mundo"...

Por isso é que digo muitas vezes para as pessoas irem atrás da sua intuição, não falha mas também é necessário exercitá-la claro.

 

Escreverei mais sobre este assunto se vir através dos vossos comentários que vale a pena.

 

sinto-me: eu!
publicado por voosdeborboleta às 10:15 | link do post | comentar | ver comentários (19)