Hospital/Familia...

 

 

Hoje deu-me uma grande saudade...

Saudade dos meus amigos, saudades de um meio que adoro...

Trabalhei num hospital bastante conhecido, no serviço de emergência médica, lá por incrivel que pareça era ( e é) a minha segunda casa. Somos uma familia (digo somos porque estamos muitas vezes juntos e as circunstâncias empurram-me para lá), depois de horas a fio a conviver intensamente, lado a lado com o stress, o mais provável é: amor ou ódio!

Vim embora forçadamente (final de contracto), nesse dia pensei que uma nova era se erguia á minha frente e que nunca iria ter saudades daquilo, nem as pessoas que deixava lá se lembrariam mais de mim. Erro!Erro!

Todos os dias me lembro de vocês, todos os dias me recordo do juramento que tive que fazer, todos os dias tenho saudades de ajudar alguém, todos os dias tenho saudades dessa minha segunda casa!

E nunca me hei-de esquecer de ver lágrimas nos olhos de muitos de vós na despedida (pensei que só eu ia chorar), não posso esquecer ver-vos a correr na minha direcção e eu salta para o teu colo. Não posso nem quero.

São uma familia para mim, passamos bons e maus momentos, vi coisas com vocês que me fizeram crescer, tomei café ás 5:30 da manhã á entrada da emergência a vermos o nascer do sol, cansados e com muito sono...

Ontem dei uma ajudazinha quando estive aí, trabalho sempre quando aí vou! E só vos vou visitar!!!

Ontem um de vocês disse-me mais uma vez que o meu lugar era aí:

Amigos não digam isso por favor, prefiro que me digam que não faço falta nenhuma...

sinto-me: doentinha de saudades...
publicado por voosdeborboleta às 17:29 | link do post | comentar | ver comentários (8)