Grrrr....

Porquê?

Porque é que as pessoas têm uma necessidade tão acentuada de querer falar da vida dos outros?

Odeio que se "metam" na minha vida se eu não dou permissão para tal, odeio que invadam a minha privacidade e odeio ainda mais coisas como: "Olha sabes onde é que eu vi a Filipa no sábado á noite? Com x, e sabes onde estavam? No sitio y. E saíram de lá a x horas."

Arre!

Não tenho paciência para isto! Não suporto tamanha mesquinhes! 

Não tenho nada a esconder, daí não me importar minimamente de ser vista onde quer que seja e com quem quer que seja. Sou livre! LIVRE!

Não tenho de dar satisfações da minha vida a ninguém, os meus pais não mas pedem e vêm "seres" de fora quererem? Não...não mesmo!

Agradeço muito aos meus pais a educação que me deram, e ás vezes até me "revolto", pois se me tivessem ensinado a fazer escândalos e a elevar o tom de voz talvez conseguisse diminuir o que guardo para mim, no entanto ensinaram-me a saber comportar-me e por isso mesmo nunca fiz escândalos nem elevo o tom de voz. A minha educação dá-me só para ter pena de pessoas assim (sem vida própria)...

E a frase do meu pai á poucos minutos atrás não me sai da cabeçinha:

" Deixa filha, nunca pediste aplausos e as pessoas não se cansam de colocar-te sempre no palco!"

 

(E não, não sou livre no coração, pois esse, esse foi levado para longe e ainda não voltou!

Não quero que me estejam sempre a inventar pseudo namorados! Tenho os meus amigos e neste momento são tudo para mim, e o meu coração esse...alguém o levou, e encontra-se por ...)

 

 

 

sinto-me:
publicado por voosdeborboleta às 14:50 | link do post | comentar