Anjos da guarda...

 

A vida é mesmo algo inesperado.

Num momento estamos bem e de seguida estámos mal e vice-versa.

Aprendemos sempre muito mais quando estamos num momento mau, as dificuldades da vida fazem-nos crescer. E como ás vezes doi crescer...

A vida, a mim, ensinou-me desde cedo o que era crescer antes do tempo. Tive uma infância muito feliz, rodeada de amor, carinho, felicidade, uma educação exemplar...tudo o que uma menina podia pedir. No entanto foi a minha doença que me fez crescer mais rápido, talvez uma grande maioria nunca consiga imaginar o que um doente asmático pode sofrer. Para terem uma ideia cheguei a ter duas a três crises num dia, crises que quase ninguém acreditava que eu chegasse ao hospital. Aos 18 anos tive uma paragem cardio-respiratória, e quando vemos a morte tão perto e tão novos a vida ganha outra cor!

Cresci e orgulho-me muito disso, já passei por várias provações (como todos nós) e se hoje sou assim tal como sou, então isso devo aos meus "maus momentos".

Aprender a sorrir quando nos apetece chorar não é facil, mas o mais dificil é sorrir uma vida inteira!

Eu sorrio sempre...acredito sempre!

Porque a vida é curta demais para ser pequena.

Hoje, neste momento, estou no meu local de trabalho (na pausa), com um braço ao peito, dores de cabeça, a minha asma a querer "armar-se em engraçadinha", com alguma tristeza pelo meio e mesmo assim não consigo pensar em mim! Neste momento estou preocupada com alguém, e isso exige a minha atenção.... Porque a minha prioridade sempre foram os outros... e eu? E eu? Alguém deixa os seus problemas por mim? Essas mesmas pessoas farão o mesmo por mim?

Não sei, nunca saberemos. Porquê? Porque podemos ter o dom de "tocar" no coração de alguém mas nunca saberemos o que está dentro dele...nunca!

Anjos da guarda? Sim existem dois tipos... aqueles que nós nunca vemos mas que nos acompanham para todo o lado e aqueles que nós muita das  vezes nos esquecemos de ver, aquelas pessoas que nos querem bem e são bem reais. 

 

 

publicado por voosdeborboleta às 11:05 | link do post | comentar